zoom

Conheça “Abominação”, livro que mistura Game of Thrones com Vikings


Editora Darkside lança “Abominação”, fascinante mergulho sangrento na mitologia nórdica que mistura Game Of Thrones com Vikings

Abominação

Descrever “Abominação”, primeiro romance do roteirista e agora escritor Gary Whitta, é tarefa das mais prazerosas; tudo que gira em torno de seu livro, que a Editora Darkside lança no país neste mês, é fascinante. Referências, modo de escrita, universo, atmosfera e principalmente o contexto histórico, te levam para um novo mundo, aquele que somente a literatura tem o poder de nos levar.

Sim, o contexto histórico aqui conta demais. “Abominação” desvela para os leitores uma das mais intrigantes épocas da história geral, mais especificamente da era medieval: as invasões vikings do século IX. Somente o fator histórico já seria motivo suficiente para correr à livraria e comprar a obra de Gary Whitta. Porém, a narrativa oferece tão mais ao seu público.

A narrativa
O reinado de Wessex foi o único de toda a Inglaterra que escapou dos invasores dinamarqueses. Seu rei, Alfredo, o Grande, negocia um acordo com os bárbaros do Mar do Norte, mesmo sabendo que eles não são exatamente os maiores adeptos da paz. É preciso estar preparado, a guerra pode recomeçar a qualquer momento. O arcebispo de Canterbury oferece proteção ao reino, através de feitiços descobertos por ele em velhos pergaminhos. O rei só não poderia imaginar que a magia seria ainda mais perigosa que os próprios vikings.

É desta forma que a história de Gary Whitta se vende. As referências vêm aos montes nas páginas do livro, e o leitor mais viciado em cultura pop vai logo perceber na narrativa elementos dos universos de Game Of Thrones (a atmosfera sangrenta) e da série Vikings, essa última por se tratar da mesma época. Outra referência, esta mais requintada, é da obra e de todo o universo de H.P. Lovecraft, escritor americano que praticamente deu vida à literatura de terror.

Sim, “Abominação” é aterrorizante, e não é por menos que a editora que foi incumbida de trazer a obra ao país foi a Darkside Books, a melhor representante do gênero.

É incrível o poder imagético que a narrativa proporciona ao leitor. Quem lê consegue se imaginar lá dentro, sobretudo em momentos cruciais da história, como nas cenas de batalha. Gary Whitta, pelo fato de ser um nerd assumido e vangloriado, e por ter escrito alguns dos roteiros mais interessantes do mundo pop cinematográfico, consegue escrever um livro que já nasce com um pé na tela dos cinemas.

“Abominação” é um filmaço em forma de livro. Com toda a mitologia nórdica sendo repassada através de cenas sanguinolentas, de uma escrita contemporânea e de uma atmosfera assustadora, o livro tem tudo para virar obra de cabeceira, ao menos por estes tempos, de milhares de nerds amantes de cultura pop, de história medieval, do universo viking, e de Game of Thrones.

Um universo tão rico só poderia resultar num livro que já nasce clássico. Um mega presente para se dar para quem mais ama: pode ser você mesmo.

E vale como destaque a edição que a Darkside trouxe ao país, de capa dura e com um projeto visual que vende o livro de uma forma majestosa. Mas isso é de se esperar de uma editora que ama este tipo de literatura.

Por Cabine Cultural


Deixe seu comentário


Envie sua matéria


Anexar imagem de destaque