press

Com prêmios e festivais no currículo, “O Beijo no Asfalto – O Musical” reestreia no Rio de Janeiro


Depois de uma campanha de crowdfunding, versão musical da obra de Nelson Rodrigues permaneceu em cartaz no teatro Nathalia Timberg, no Rio de Janeiro, até 30 de outubro

o-beijo-no-asfalto-destaque-2016

Nelson Rodrigues é considerado um dos pais do teatro moderno. A sua obra “O Beijo no Asfalto” é, sem dúvida, um dos maiores destaques. Lançado em 1960, o texto foi adaptado várias vezes para o teatro e em duas versões cinematográficas. Ao completar 55 anos, ele volta aos palcos em sua primeira versão musical.

Sua primeira temporada aconteceu em Outubro de 2015 no Teatro SESC Ginástico, no Rio de Janeiro, curiosamente onde o texto foi apresentado pela primeira vez nos palcos, em 1961. Para criar as canções, o ator e compositor Claudio Lins realizou durante quatro anos uma extensa pesquisa sobre a sonoridade musical dos anos 60. O resultado foi cerca de 20 canções, 15 das quais deverão estar no palco – executadas por uma banda ao vivo, com bases pré-gravadas que lembram o som dos rádios nos anos 60.

Depois de uma temporada no Rio de Janeiro, o musical foi uma das sensações do Festival de Teatro de Curitiba 2016, em duas grandes apresentações na Ópera de Arame. E no FITA – Festa Internacional de Teatro de Angra, mais de 1500 pessoas tiveram a oportunidade de assistir ao espetáculo.

Para a realização da temporada de outubro, a equipe apostou em uma campanha de financiamento coletivo. Já uma realidade no Brasil, o crowdfunding hoje proporciona que projetos sejam realizados através da colaboração das pessoas. A campanha de “O Beijo no Asfalto – O Musical” está inserida na plataforma Kickante – www.kickante.com.br e conta com valores de R$ 30,00 a R$ 400,00 para pessoa física e de R$ 1.000,00 a R$ 10.000,00 para empresas. As recompensas incluiu ingressos para a peça e uma série de experiências para quem gosta de arte e teatro, como uma visita aos bastidores e até um jantar com parte do elenco. Claudio Lins revela que a interação tem sido fantástica – “O público nos ajudou a definir até algumas contrapartidas. É muito gratificante perceber o carinho das pessoas em relação ao projeto”.

Outra novidade desta campanha de crowdfunding foi o apoio a projetos sociais ligados ao teatro, para as pessoas que são de fora do Rio de Janeiro há a possibilidade de contribuir com o valor de R$ 30,00 e doar seu ingresso para escola Spetaculu, que tem a missão de capacitar e inserir jovens no mundo dos espetáculos.

Em paralelo a campanha, os ingressos para a temporada de outubro foram disponíveis no site ingresso rápido. A temporada aconteceu de 30 de setembro a 30 de outubro, de sexta a domingo, no recém-inaugurado teatro Nathalia Timberg, no Freeway Center da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Com indicações e premiações nos principais prêmios do Brasil – como Shell, Cesgranrio e APTR – o projeto relembra a genialidade de Nelson Rodrigues e reverencia o ineditismo da versão musical. Produzido por Claudio Lins e por Isabel Themudo, essa nova temporada de “O Beijo no Asfalto – O Musical” terá outra novidade: Gabriel Stauffer no papel de Arandir. O ator, que recebeu em 2015 o prêmio Cesgranrio de melhor ator em musical por “O grande circo místico”, interpretará o jovem protagonista. Gabriel já estava presente na primeira temporada do musical, no papel de Werneck. Agora, como Arandir, assume a frente do elenco junto com Gracindo Junior no papel de Aprígio, Izabella Bicalho como Selminha, Yasmin Gomlevsky como Dália, Claudio Tovar no papel do Delegado Cunha e Thelmo Fernandes interpretando o jornalista Amado Ribeiro. Completam o elenco Jorge Maya, Janaina Azevedo, Ricardo Souzedo, Pablo Áscoli, Evelyn Castro, Marcéu Pierrotti, Juliane Bodini e Juliana Marins. Na ficha técnica, além da direção de João Fonseca e direção musical de Délia Fischer, estão Nello Marresenos cenários, Luiz Paulo Nenénna Iluminação, Claudio Tovar nos figurinos e Sueli Guerra na Direção de Movimento, entre outros.

O Beijo – Sinopse

Praça da Bandeira, Rio de Janeiro, uma tarde no início da década de 60. Um homem na calçada perde o equilíbrio e cai na frente de uma lotação, que o atira longe. A primeira pessoa a socorrê-lo é Arandir. Ao se debruçar sobre o moribundo, este pede um último desejo: um beijo. Arandir o beija. E logo depois o rapaz morre.

O episódio é presenciado por Aprígio, sogro de Arandir e pelo jornalista Amado Ribeiro. O astuto repórter policial do jornal “Última Hora” vislumbra no acontecimento a possibilidade de estampar na primeira página do dia seguinte uma história de manchete bombástica: O BEIJO NO ASFALTO. Para isso, convence o delegado Cunha a ajudá-lo na coação de testemunhas e na comprovação de fatos que pouco terão a ver com a realidade. O que importa é vender jornal.

E assim, os dias subsequentes se tornam um inferno na vida do pacato Arandir, um jovem bancário recém-casado com a sonhadora Selminha. Namorados desde a infância, os dois moram ainda com a irmã mais nova de Selminha, Dália, e recebem sempre a visita do pai das meninas, Aprígio. Levam uma vida morna e feliz de uma família de subúrbio carioca.

Mas a partir da reportagem de capa no “Última Hora”, a masculinidade de Arandir é posta a prova publicamente. Os fatos se confundem com uma ficção rocambolesca e Arandir passa a sofrer com a maledicência moral que vem de todos os lados – da imprensa, da polícia, da vizinhança, dos colegas de trabalho. Até chegar ao ponto da própria família passar a acreditar mais no jornal do que nele.

Ficha técnica

Direção Geral: JOÃO FONSECA

Trilha Original: CLAUDIO LINS

Direção Musical: DÉLIA FISCHER

Figurinos: CLAUDIO TOVAR

Cenário: NELLO MARRESE

Iluminação: LUIZ PAULO NENÉN

Direção de Movimento: SUELI GUERRA

Direção de Produção: ISABEL THEMUDO

Engenheiro de Som: CARLOS ESTEVES

Assistente de direção: LUCAS MASSANO

Assistente de Figurino: THIAGO DETOFOL

Assistente de Cenografia: LORENA LIMA

Programações Eletrônicas e Orquestrações: HEBERTH SOUZA

Pianista Regente e Assistente Direção Musical: EVELYNE GARCIA

Arranjos Vocais: AUGUSTO ORDINE

Preparação Vocal: JANAÍNA AZEVEDO

Marketing/ apoios: GHEU TIBÉRIO

Gestão de mídias sociais: UNIONEART

Produção Executiva: ANA BEATRIZ FIGUERAS

Produtora assistente: TAIANA STORQUE

IDEALIZAÇÃO: CLAUDIO LINS

Prêmios

PRÊMIO BOTEQUIM CULTURAL 2015

MELHOR ESPETÁCULO

MELHOR DIREÇÃO – João Fonseca

MELHOR ATRIZ – Laila Garin

MELHOR ATOR – Claudio Lins

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – Yasmin Gomlevsky

MELHOR FIGURINO – Claudio Tovar

MELHOR DIREÇÃO MUSICAL – Delia Fischer

Indicação Melhor Ator Coadjuvante – Thelmo Fernandes

PRÊMIO CESGRANRIO 2015

PRÊMIO CATEGORIA ESPECIAL – Claudio Lins (adaptação da obra de Nelson Rodrigues para musical)

Indicação Melhor Atriz em Musical – Laila Garin

Indicação Melhor Ator em mMusical – Thelmo Fernandes

PRÊMIO SHELL RJ 2015

Indicação Categoria Inovação – Claudio Lins

PRÊMIO APTR 2015

Indicação Melhor Música – Claudio Lins

Indicação Categoria Especial – Claudio Lins (adaptação da obra de Nelson Rodrigues para musical)

PRÊMIO REVERÊNCIA 2015

MELHOR ATRIZ EM MUSICAL – Laila Garin

Indicação Melhor Espetáculo

Indicação Melhor Ator Coadjuvante em Musical – Claudio Tovar

Indicação Direção Musical – Delia Fischer

Indicação Design de Som – Carlos Esteves

Indicação Categoria Especial – Claudio Lins (adaptação da obra de Nelson Rodrigues para musical)

Considerado o melhor espetáculo de 2015 pelo site especializado Almanaque Virtual.

 

Festival de Teatro de Curutiba 2016 – Seleção Oficial

FITA 2016- Festa Internacional de Teatro de Angra dos Reis – Seleção Oficial (abertura)


A MIDIORAMA é responsável somente pela ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO deste evento, não tendo qualquer envolvimento ou responsabilidade sobre a produção, organização, venda de ingressos, agenda ou programação. Qualquer assunto relacionado à venda de ingressos deve ser tratado diretamente com as empresas responsáveis por sua comercialização.


Serviço


Rio de Janeiro 30 de setembro (Teatro Nathalia Timberg)

Data:
30 de setembro

Local:
Teatro Nathalia Timberg (Freeway Center - Av. das Américas, 2000 - Barra da Tijuca)

Horário:
Sex e sab, às 19h / Dom, às 21h

Duração:
150 minutos, com intervalo

Classificação:
14 anos.

Mais informações:

Temporada
De 30 de setembro até 30 de outubro de 2016

Sessões
Sextas e sábados, às 21h
Domingos, às 19h

Telefone
(21) 2442-5188

Ingressos
Plateia e Mezanino (inteira) – R$ 50,00
Plateia e Mezanino (meia-entrada) – R$ 25,00

Formulário de credenciamento


Instituição

Editoria

Credenciado 1


Deixe seu comentário


Envie sua matéria


Anexar imagem de destaque