press

Série Dell’Arte Concertos Internacionais: Youth Orchestra of the Americas


..

Youth-Orchestra-of-the-Americas

Considerada a principal orquestra formada por jovens talentos do continente, a Youth Orchestra of the Americas (YOA) está de volta ao Brasil. No próximo dia 18, regida por um de seus titulares, o mexicano Carlos Miguel Prieto, ela sobe ao palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro – como a quarta atração do ano da Série Dell´Arte Concertos Internacionais 2008.

Na apresentação carioca, a orquestra não estará sozinha: para apresentar o programa da noite, os 102 músicos, incluindo oito brasileiros, vão receber como convidado um dos mais importantes instrumentistas do mundo: o violoncelista Antonio Meneses.

O programa da noite do dia 18 no Theatro Municipal do Rio de Janeiro inclui três peças: eles irão apresentar Kabbalah, de Marlos Nobre, Concerto para Violoncelo, de Dvorak e Scheherazade, de Rimsky-Korsakov.

Mas nem só os cariocas terão o privilégio de assistir à passagem da YOA pelo Brasil. No dia 20, às 17 horas, no Theatro Municipal de São Paulo, eles participam de um evento beneficente da Unibes – União Brasileiro Israelita do Bem Estar Social, apresentando um programa que inclui “Symphonic Picture” de Porgy & Bess, de Gershwin, La Valse, de Ravel e Danças Sinfônicas, de Rachmaninoff.

No dia 21 eles estarão em Campos do Jordão, no Auditório Cláudio Santoro, para participar do festival de inverno da cidade. Desta vez regidos por Marcelo Lehninger, eles apresentam “Symphonic Picture”, de Porgy & Bess de Gershwin, La Valse, de Ravel e Scheherazade, de Rimsky-Korsakov.

Orquestra Jovem das Américas
A Orquestra Jovem das Américas é dirigida por seu Consultor Artístico, Plácido Domingo. Tem como regentes principais Carlos Miguel Prieto e Gustavo Dudamel. Desde a sua turnê inaugural em 2002, a YOA apresentou cerca de cem concertos em mais de vinte países, sob a regência de maestros de projeção internacional, como Lorin Maazel, Leonard Slatkin, Benjamin Zander, Kent Nagano e Gustavo Dudamel, e com solistas como Yo-Yo Ma, Plácido Domingo e Paquito D’Rivera, entre outros.

Cerca de quatrocentos músicos de vinte e quatro países das Américas participaram da orquestra, que já produziu 100 (cem) CDs, atingindo um público radiofônico estimado em mais de dois milhões de ouvintes, e três DVD atingindo mais de quatro milhões de telespectadores. Além disto, programas dirigidos a comunidades ajudaram a introduzir a música clássica para mais de vinte mil jovens e suas famílias no hemisfério ocidental. Cada uma dessas realizações evidencia a missão da orquestra de utilizar a música para encorajar o entendimento internacional e para funcionar como um catalisador da mudança social. As vibrantes parcerias formadas através da YOA abrem um mundo de possibilidades e oportunidades tanto para músicos quanto para o público.

Todos os anos a Youth Orchestra of the Americas (YOA) reúne cem jovens músicos excepcionalmente dotados, de cerca de vinte países do hemisfério ocidental, com o objetivo de unir seus talentos e experiências culturais em uma orquestra multinacional. Os músicos são selecionados a partir de um rigoroso processo de audição em níveis local, nacional e internacional. São selecionados os melhores, com idade entre 18 e 26 anos.

Todos os músicos recebem uma bolsa de estudos plena, para atingir a maior diversidade possível. O custo de participação, incluindo treinamento musical, despesas pessoais e de passagens ao longo de um ano é de US$ 10.000 por músico.

A YOA proporciona uma oportunidade única para os jovens músicos de ensaiarem e se apresentarem sob a direção de alguns dos mais importantes regentes do mundo e de serem preparados por uma faculdade integrada por ilustres músicos de todas as Américas. Além dos estudos musicais extensivos, os participantes da YOA descobrem muito sobre as diferentes culturas de seus companheiros músicos, além de aprofundar sua compreensão de povos e lugares onde a YOA se apresenta. Todos os músicos participam das turnês da orquestra principal e de pequenos conjuntos, assim como de encontros sociais e culturais, visitas aos principais pontos turísticos das cidades e de intercâmbios com as comunidades e escolas locais. Ao longo das turnês, na qualidade de embaixadores musicais, eles interagem com estudantes e professores locais, patronos das artes, dignitários de governos e membros da comunidade, levando a todos sua missão de promover os mais elevados padrões de acabamento, tanto musicalmente, quanto em suas vidas pessoais.

Em sua turnê atual a YOA reúne músicos da Argentina, Belize, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Site Oficial: http://yoa.org

Antonio Meneses
Um dos maiores violoncelistas do mundo na atualidade, Antônio Meneses nasceu em Recife, em uma família musical (Seu pai foi primeiro oboísta da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro). O jovem Antônio começou a estudar violoncelo aos 10 anos. Em 1977 conquistava o 1º Prêmio do Concurso Internacional de Munique. Em 1982 recebeu o 1º Prêmio e a Medalha de Ouro no Concurso Internacional Tchaikovsky de Moscou.

Meneses atua regularmente com as principais orquestras do mundo, aí incluídas a Filarmônica de Berlim (com Riccardo Muti e Mariss Jansons), Sinfônica de Londres (com Claudio Abbado e André Previn), Sinfônica da BBC (com Andrew Davis), Royal Concertgebouw de Amsterdam (com Semyon Bychkov e Herbert Blomstedt), Filarmônica de Nova Iorque (com Kurt Sanderling), Orquestra da Suisse Romande (com Neeme Jarvi), Sinfônica Nacional de Washington (com Mstislav Rostropovich), Sinfônica de Viena, Filarmônica de Moscou, Filarmônica de São Petersburgo, Filarmônica Tcheca (com Gert Albrecht), Filarmônica de Israel e Sinfônica da NHK do Japão.

Site Oficial: http://www.antoniomeneses.com

Carlos Miguel Prieto
Carlos Miguel Prieto é o coração é alma da Youth Orchestra of the Americas. Na qualidade de seu Regente Principal, o maestro Prieto provou não somente ser um regente muito especial e talentoso, como um ser humano e professor com uma sensibilidade única. Ele funciona como um modelo extraordinário para nossos jovens músicos, ensinando-os a combinar excelência profissional com bondade humana e humildade. Sentimos uma profunda gratidão dispormos de seu talento musical, conselho profissional, liderança artística e calor da amizade.

Natural do México, Carlos Miguel Prieto é tido como um dos jovens regentes mais dinâmicos dos últimos anos. Atualmente é diretor musical da Orquestra Sinfônica Nacional de México — a orquestra mais antiga e mais importante do país —, da Hunstville Symphony Orchestra do Alabama, da Lousiana Philharmonic Orchestra de New Orleans e da Orquesta Sinfónica de Mineria, na Cidade do México. É regente associado da Houston Symphony e regente principal da Youth Orchestra of the Americas. Na América do Norte já atuou como regente convidado da Dallas Symphony, Milwaukee Symphony, Florida Philharmonic, San Antonio Symphony, Dayton Philharmonic, além de todas as orquestras mais importantes do México. Em fevereiro de 2007 estreou com a Sinfônica de Budapeste na Academia Franz Liszt, com o primeiro programa inteiramente mexicano a ser apresentado na Hungria. Também dirigiu orquestras na Alemanha, Holanda, Coréia do Sul, Rússia, Portugal, Espanha, França, Irlanda, Israel e em toda a América Latina.

Carlos Miguel Prieto rege a Youth Orchestra of the Americas desde a sua turnê inaugural, em 2002. Já a dirigiu nas Nações Unidas, no John F. Kennedy Center for the Performing Arts, no México, Costa Rica, Brasil, Uruguai, Argentina, Peru, Venezuela, Colômbia, Bélgica, Itália e França.

Formado nas Universidades de Princeton e Harvard (em cuja orquestra foi spalla), o maestro Prieto estudou regência com Jorge Mester, Enrique Diemecke, Charles Bruck e Michael Jinbo.

Suas gravações de música latino-americana e mexicana foram lançadas pelo selo Urtext.

Programa

Kabbalah. De Marlos Nobre

Concerto para Violoncelo, de Dvorak

Intervalo

Scheherazade, de Rimsky-Korsakov

Serviço
Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Data: 18 de julho (sexta-feira)
Horário: 20:30h

– Antonio Meneses, solista
– Carlos Miguel Prieto, regente

Preços:

Frisa e Camarote: R$ 1080
Balcão Nobre e Platéia: R$ 180
Balcão Simples: R$ 100
Galeria: R$ 40
Vendas: Theatro Municipal
Disque Dell`Arte: 3235-8545 / 2568-8742
www.ticketronic.com.br


A MIDIORAMA é responsável somente pela ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO deste evento, não tendo qualquer envolvimento ou responsabilidade sobre a produção, organização, venda de ingressos, agenda ou programação.


Formulário de credenciamento


Instituição

Editoria

Credenciado 1

Press Kit


Galeria de Imagens

Faça o download do Press Kit


Deixe seu comentário


Envie sua matéria


Anexar imagem de destaque